Final da Liga dos Campeões: Real Madrid x Liverpool

"Galáticos" e "reds" reeditam final de 1980/81. Na altura, os ingleses levaram a melhor sobre os espanhóis. 37 anos depois, quem levará a melhor? Cristiano Ronaldo ou Moh Salah?

Era uma das finais menos esperadas, mas certamente mais desejadas. Real Madrid e Liverpool disputam o título de clubes mais cobiçado do futebol mundial. Final da Liga dos Campeões está marcada para este sábado, 26 de maio, em Kiev, na Ucrânia.

Real Madrid

O Real Madrid começou a defesa do bi-título europeu no Grupo H, juntamente com o Tottenham - que venceu o grupo - Borussia de Dortmund e Apoel. Os espanhóis terminaram em segundo lugar do grupo, depois de não terem conseguido vencer a equipa inglesa.

Nos oitavos de final, o Real "apanhou" o Paris Saint-Germain (PSG), num duelo "milionário". A equipa de Cristiano Ronaldo levou a melhor sobre o conjunto liderado pelo brasileiro, Neymar Jr., vencendo os dois jogos, com um agregado total de 5-2. Na eliminatória seguinte, calhou em sorte aos "merengues" a Juventus, finalista vencida no ano passado, precisamente frente ao Real Madrid. 

UEFA Champions League Viertelfinale | Juventus Turin vs. Real Madrid - Ronaldo 0:2

Golo de bicicleta de Cristiano Ronaldo à Juventus

Em Turim, uma vitória com estrondo do Real Madrid, por 0-3, noite de gala de CR7, que marcou um golo de bicicleta que correu todo o mundo. A eliminatória parecia estar no bolso, mas a "Juve" fez o que pareia impensável e empatou a eliminatória no Santiago Bernabéu, por 0-3.

Quando tudo indicava que o jogo iria para prolongamento, o Real Madrid viu o árbitro Michael Oliver assinalar uma grande penalidade a favor dos "galáticos", ao minuto 90+3. Um lance, no mínimo, discutível e que fez correr muita tinta em todo o mundo do futebol. Para além do penálti, o lance ditou a expulsão de uma lenda viva do futebol, Gianluigi Buffon, guardião da Juventus. Especula-se que foi o último jogo europeu do guarda-redes italiano de 40 anos, como jogador profissional.

Na meia-final, um velho conhecido destas andanças. Seguiu-se o hexacampeão alemão, Bayern de Munique. Os alemães entraram a vencer na Allianz Arena mas o Real Madrid acabaria por vencer a partida por 1-2.

Na segunda mão, o Bayern de Munique arrancou um empate a duas bolas, que não foi suficiente para eliminar o Real Madrid. Valeu um erro gigante de Sven Ulreich, guarda-redes do Bayern de Munique, que ofereceu o segundo golo ao "Real" e que tornou impossível derrubar o bicampeão europeu. O Real Madrid está na 4ª final em cinco anos, e pode ser a primeira equipa a sagrar-se tricampeã europeia, no formato "Liga dos Campeões" (Taça dos Clubes Campeões Europeus até 1992). 

Wales Zinedine Zidane Championsleague-Trophäe

Zinédine Zidane: Treinador do Real Madrid

Obreiros

Depois de uma carreira lendária como jogador profissional, Zinédine Zidane está a seguir as mesmas pégadas enquanto treinador, e até com mais sucesso inicial. Em três anos pelo "Real", o francês já venceu: duas Ligas dos Campeões, dois Mundiais de Clubes, uma Supertaça Europeia, um Campeonato (LA Liga) e uma Supertaça Espanhola. Um currículo quase perfeito para o técnico dos "galáticos".

Mais do que o peso do seu nome no balneário, Zidane conseguiu unir uma equipa com tanto "eu" e tão pouco "nós", o que não é fácil quando se tem jogadores que lutam pela Bola de Ouro e, claro, com Cristiano Ronaldo. Mais do que a nível interno, o Real Madrid está uma equipa formatada para jogos europeus, exclusivamente, a Liga dos Campeões. Continuará o técnico francês a fazer história, naquele que se especula, ser o último ano de "Zizou" no comando do "Real"?

Cristiano Ronaldo parece não ter um limite. Mais um ano, mais golos, mais recordes. O melhor jogador do mundo já perdeu o campeonato espanhol para o grande rival pela Bola D´Ouro, Lionel Messi. Para chegar a um histórico número, 7 vezes o melhor jogador do planeta, vencer a Liga dos Campeões torna-se quase fundamental para essas contas. Sobretudo em ano de Mundial, mais uma competição que certamente irá contar para o vencedor do prémio. Cristiano Ronaldo é o melhor marcador da prova, com 15 golos. Com menos cinco vem "Moh" Salah, uma possível ameaça ao trono de CR7, na cadeira de melhor do mundo.

Assuntos relacionados

Champions League Real Madrid vs Juventus Turin | Jubel Ronaldo

Cristiano Ronaldo, avançado do Real Madrid

Liverpool

O glorioso caminho do Liverpool até à final da Liga dos Campeões, 11 anos depois, tem resultados inacreditáveis. Os "reds" arrancaram a campanha milionária no Grupo E, com o Sevilha, Spartak de Moscovo e Maribor. Os ingleses venceram o grupo, com mais três pontos que o Sevilha.

Nos oitavos de final, o Liverpool encontrou o Futebol Clube do Porto. A eliminatória ficou desde logo resolvida no Estádio do Dragão, com uma goleada histórica por 0-5. Nunca uma equipa tinha vencidopor estes números em casa dos portistas.

Britain Soccer Champions League

Roberto Firmino: 10 golos na Liga dos Campeões

Em Anfield Road, o jogo foi para cumprir calendário e acabou numa igualdade 0-0.Seguiu-se o rival na Premier League, o poderoso e futuro campeão inglês, Manchester City, de Pep Guardiola.

O Liverpool surpreendeu tudo e todos e banalizou os "citizens" por 3-0. Uma semana depois, no Etihad Stadium, o City ainda assustou, com uma entrada a todo o gás, mas mesmo depois do golo, o Liverpool nunca perdeu o controlo do jogo e acabaria por vencer a partida por 1-2. 5-1 no agregado final. Em duas eliminatórias, cinco golos marcados a cada um dos adversários. Mas a "mão-cheia" não acabaria por ali.

Na meia-final, o Liverpool encontrou um super motivado, Roma, que tinha acabado de eliminar o Barcelona, numa das "remontadas" que ficará para a eternidade do futebol. Os "reds" quiserem resolver a eliminatória em Anfiel Road e venceram por 5-2 na primeira mão. Uma boa vantagem para o Olímpico de Roma. Se os romanos ainda sonhavam numa segunda "remontada", o sonho desmoronou quase por completo com o golo de Wijnaldum.

UEFA Champions League Halbfinale | AS Rom - FC Liverpool - Jubel 2. Tor

Wijnaldum (esq.), Van Dijk (centro) e Robertson (dir.)

Com 2-2 ao intervalo, a final parecia estar garantida. No entanto, o Roma ainda assustou com dois golos marcados nos últimos cinco minutos da partida e ficou a um tento de levar o jogo a prolongamento. A arbitragem da partida foi muito contestada pela equipa técnica do Roma, mas a meia-final estava perdida e o Liverpool carimbava o bilhete para a final do dia 26 de Maio, em Kiev, na Ucrânia. Com cinco troféus conquistados, o Liverpool já perdeu três finais da prova mais cobiçada.

Obreiros

É indiscutivelmente um dos, ou até mesmo, o grande obreiro do percurso irrepreensível do Liverpool, na Liga dos Campeões. 14 jogos, 46 golos marcados (um recorde na história da competição), nove vitórias, quatro empates e apenas uma derrota. Números que dão vida e simbolizam a cavalgada dos "reds" até à final da "Champions".

E porque Klopp é o maestro desta equipa, foi ele que fez explodir um dos tridentes ofensivos mais temidos do futebol mundial. Mané, Salah e Firmino. O trio maravilha marcou 29 dos 46 golos do Liverpool na prova. São as armas mais letais que o técnico alemão levará para Kiev.

Champions League Liverpool vs AS Rom Salah

"Moh" Salah, avançado do Liverpool

Onze anos depois, o Liverpool vai disputar a final da Liga dos Campeões, e logo frente à equipa recordista da prova, o atual bicampeão europeu, Real Madrid. Ainda sem títulos pelo Liverpool, para Jürgen Klopp, será a segunda final como treinador. A primeira foi em 2013, na altura ao comando do Borussia de Dortmund, cuja final viria a perder para o rival, Bayern de Munique.

O "Rei Egípcio". É assim que Mohamed Salah é conhecido por estes dias, ou melhor, na presente época desportiva. Depois de uma passagem falhada pelo Chelsea, o avançado africano mudou-se para a Roma e voltou à Premier League, pela porta de Anfield Road. 

Tem sido uma grande época para Salah, que a par de todos os recordes que bateu este ano na Liga Inglesa, incluíndo o prémio de melhor marcador da competição, o egípcio tem sabido transportar a sua categoria para o palco dos milhões e não desiludiu. Para além dos 32 golos marcados na Premier League, Salah marcou 10 golos na Liga dos Campeões e assistiu por cinco vezes. Intervenção direta do avançado em 15 golos do Liverpool. Os números não enganam. Na final, vai encontrar o melhor jogador do Mundo, Cristiano Ronaldo. E se Salah vencer a final pelo Liverpool? Novo Bola d´Ouro?

Desporto

A Real invasão de Munique

Com o golo do brasileiro Marcelo (assim festejado), o Real Madrid começava a reviravolta no resultado do jogo da Allianz Arena e partia para uma vitória tão saborosa quanto importante sobre o Bayern Munique. O 2-1 com que os "merengues" abordam o segundo jogo, em Madrid, garante algum conforto aos bicampeões europeus para fazer face à previsível reação dos bávaros.

Desporto

Asensio no novo "tridente" de luxo

Marco Asensio (na imagem), autor do segundo golo do Real Madrid em Munique, emerge como um dos integrantes de um novo "tridente" decisivo e exclusivamente espanhol: com Isco e Lucas Vázquez, os três jovens pretendem fazer esquecer o trio "BBC" (Bale, Benzema e Cristiano). Ontem, na Allianz Arena, o português ficou "em branco", enquanto o galês e o francês começaram o jogo no banco de suplentes.

Desporto

Queixas bávaras "amareladas"

Foi com a amostragem do cartão amarelo que o árbitro holandês Bjorn Kuipers resolveu as queixas de alguns jogadores do Bayern de Munique em relação a lances duvidosos na área do Real Madrid, que o juíz entendeu não punir. Na imagem, o momento da admoestação do francês Franck Ribéry, quando a partida estava ainda empatada a um golo.

Desporto

Boateng, o "handicap" para Madrid

Lesionado aos 34 minutos, o defesa central Jerôme Boateng teve de abandonar o relvado e pode ser uma baixa de peso na equipa bávara para o jogo de retribuição, na próxima terça-feira, em Madrid. O alemão conta já com 110 jogos em competições europeias de clubes (com as camisolas do Hamburgo, Manchester City e Bayern Munique), e a sua experiência poderia ser determinante na capital espanhola.

Desporto

Salah, o novo "faraó"

Monumental exibição do "internacional" egípcio em Anfield: dois golos e duas assistências, acrescidos de um pedido de desculpas aos adeptos da Roma por tamanha "maldade" ao clube onde esteve nas últimas duas temporadas. O Liverpool chegou a 5-0, mas a formação italiana, ao marcar dois golos em quatro minutos, voltou a respirar na eliminatória.

Desporto

O milagre de Klopp

Há dois anos e meio em Liverpool, Jürgen Klopp fez renascer o gigante europeu de Anfield. A qualidade do jogo, o foco nos objetivos e o imenso apoio dos adeptos fazem do alemão de 50 anos um ídolo na cidade dos Beatles. Klopp ainda não conseguiu, é certo, o título da Premier League, mas o renascimento do Liverpool nas competições europeias é uma inequívoca marca de sucesso do técnico de Estugarda.

Desporto

Firmino ao alto!

Com dois golos em sete minutos, o brasileiro Roberto Firmino (que o seu atual treinador conhecera na Bundesliga, ao serviço do Hoffenheim), mostrou serviço e encostou a AS Roma às cordas. O brasileiro de Maceió marcou 11 golos em 13 partidas pelos "reds" na Liga dos Campeões desta época. E termina a temporada em grande forma, sendo uma das armas da seleção do Brasil, para o Mundial da Rússia.

Desporto

Roma, o "morto-vivo"

Das cinzas à esperança, a AS Roma ainda pode sonhar na Liga dos Campeões. Este golo do bósnio Edin Džeko, seguido, apenas quatro minutos depois, pelo "penalty" transformado por Perotti, garantem à formação italiana algumas possibilidades de reviravolta, no jogo da segunda "mão", em Roma. Afinal, os transalpinos também perderam por três golos (4-1) na visita a Barcelona, e conseguiram o milagre.

Desporto

A nostálgica noite de Wenger

Esta quinta-feira marca a despedida de Arsène Wenger como treinador do Arsenal, dos jogos "europeus" no Emirates. 22 anos depois, o francês de Estrasburgo comanda os "gunners" no último encontro da Liga Europa em Londres, frente ao Atlético Madrid. Fica a faltar apenas um jogo perante o seu público, para a Premier league, com o Burnley, a 6 de maio. O Emirates aplaude de pé um grande treinador!