Moçambique

Moçambique: Falsos professores afastados na Zambézia

128 professores suspensos na Zambézia por ostentarem falsos certificados de habilitações literárias. A Direção Provincial das Finanças diz que as investigações prosseguem e que os professores serão levados a tribunal.

default

Foto simbólica

O diretor provincial de Planos e Finanças da província da Zambézia, Graciano Francisco, considera fraudulenta essa situação em que muitos professores, na sua maioria do nível primário, tiveram que

falsificar certificados de habilitações literárias, passando-se por professores.

Graciano Francisco diz que o número de diplomas falsificados poderá aumentar nos próximos dias, porque os 128 supostos professores foram descobertos em apenas quatro distritos da Zambézia faltando outros 13 distritos por fiscalizar.

Mosambik Fälschung von Zertifikaten

Graciano Francisco, diretor provincial das Finanças na província da Zambézia

Segundo o diretor provincial de Planos e Finanças "esses professores foram contratados no princípio deste ano e estão distribuídos pelos distritos de Mulumbo, Milange, Mulevala e Gilé. Eles já tinham começado a auferir os seus salário."

Francisco garante ainda que "os professores que foram detetados já foram suspensos, tal como o pagamento dos seus salários. A maior parte já estava a regularizar a sua situação no Tribunal Administrativo e esperavam pela aprovação para serem incluídos no sistema de pagamento."

Institutos de Formação de Professores acusados pelos supostos professores

Os professores afastados alegam que os certificados falsos foram passados pelos Institutos de Formação de Professores de várias províncias moçambicanas, um deles da Cidade de Quelimane, província da Zambézia.

Mosambik Fälschung von Zertifikaten

António Bofana, diretor do Instituto de Formação de Professores de Quelimane

António Bofana, diretor do Instituto de Formação de Professores de Quelimane, descreve a ação com preocupação: "Se houvessem casos em que o certificado tivesse sido passado pela instituição nós poderíamos ter notado, mas desses casos nenhum certificado foi falsificado pela instituição. São pessoas de má fé que estão a promover esta situação e devem ser tomadas medidas para que se desencoraje as pessoas a prosseguirem com esta prática."

O diretor das Finanças tem apelado para que seja efetuada uma fiscalização financeira cerrada nos setores públicos para evitar que haja mais dirigentes a desviar fundos do erário público: "Estamos a passar um pente fino, temos que fazer triagem de todos professores contratados este ano e outros para apurarmos se os documentos são verdadeiros. Alguns documentos não foram passados nesta provincia, deve haver cruzamento de informação."

Momento de calcular prejuízos financeiros

Ouvir o áudio 02:30

Moçambique: Falsos professores afastados na Zambézia

O Porta-voz do Comando Provincial da Policia da República de Moçambique na Zambézia, Miguel Caetano, diz que desde  abril nenhum outro professor foi detido: "Tivemos dez professores detidos no mês de abril a mando do tribunal por que já havia um processo que corria sobre eles sobre ordens da Direção Provincial de Educação."

Entretanto ainda não foi calculado o montante já pago a esses professores, diz Graciano Francisco: "Quero confessar que nós começamos a pagar os professores no mês de março deste ano, estamos a fazer um levantamento para apurarmos o valor real que estes professores receberam."

Anualmente na província da Zambézia são formados dois mil professores do ensino primário e este número não cobre a totalidade das escolas existentes. Daí a contratação de professores provenientes das províncias do centro, norte e da província de Inhambane no sul do país.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados

Albanian Shqip

Amharic አማርኛ

Arabic العربية

Bengali বাংলা

Bosnian B/H/S

Bulgarian Български

Chinese (Simplified) 简

Chinese (Traditional) 繁

Croatian Hrvatski

Dari دری

English English

French Français

German Deutsch

Greek Ελληνικά

Hausa Hausa

Hindi हिन्दी

Indonesian Bahasa Indonesia

Kiswahili Kiswahili

Macedonian Македонски

Pashto پښتو

Persian فارسی

Polish Polski

Portuguese Português para África

Portuguese Português do Brasil

Romanian Română

Russian Русский

Serbian Српски/Srpski

Spanish Español

Turkish Türkçe

Ukrainian Українська

Urdu اردو