Alemanha planeja maior posto para carros elétricos do mundo

Posicionado numa das principais autoestradas do país, parque futurístico terá capacidade para carregar 4 mil veículos por dia e evitar a emissão de 60 mil toneladas de gás carbônico por ano para a atmosfera.

Uma empresa alemã está construindo o maior posto de carregamento rápido de veículos elétricos do mundo, bem debaixo dos olhos de gigantes automobilísticas como BMW e Mercedes.

A estação de carregamento tem um conceito futurístico e vai permitir que clientes usem um aplicativo em seus smartphones para programarem o carregamento de seus carros enquanto descansam, fazem compras, almoçam ou trabalham dentro do próprio posto.

O Innovationspark Zusmarshausen (Parque da Inovação de Zusmarshausen) terá capacidade para carregar 4 mil carros por dia com energia de fontes renováveis, o que evitaria que cerca de 60 mil toneladas de gás carbônico deixassem de ser emitidas por ano para a atmosfera. Segundo a Sortimo, empresa responsável pelo projeto, a obra deve ficar pronta em 2018.

Zusmarshausen é um município no estado da Baviera cruzado pela rodovia A8, que separa as dependências da Mercedes e Porsche da Audi e da BMW e é usada por diversas montadoras para fazer testes de veículos. Por isso, o posto vai na certa chamar atenção das companhias, ainda estacionadas na era dos combustíveis fósseis.

Assuntos relacionados

Os carregadores mais potentes do parque, com capacidade de até 350 kilowatts (kW), serão capazes de carregar a bateria de carros elétricos dentro de cerca de 10 minutos, segundo a Sortimo. Enquanto esperam, os usuários poderão, por exemplo, retirar produtos encomendados antecipadamente em caixas na estação enquanto deixam a bateria do carro carregando. Dos 144 carregadores do parque, 24 serão "supercarregadores” de recarregamento rápido. A Sortimo promete ainda que o local será próximo da natureza, o que possibilitaria passeios ao ar livre aos visitantes.

As estações de carregamento serão destravadas por meio de um aplicativo, com o qual o usuário pode se registrar, escolher o tipo de carregamento e definir em que horário voltará para pegar o carro.

Deutschland Projekt Sortimo Innovationspark Zusmarshausen

Imagens do projeto mostram telhados cobertos com grama e local próximo à natureza

Apoio estatal

A ideia do Innovationspark Zusmarshausen ajudaria a superar um dos principais obstáculos à adoção dos veículos elétricos: a autonomia limitada da bateria, e vem em momento político mais favorável aos veículos elétricos no país, que discute, ainda que em fase inicial, a possibilidade de banir a venda de modelos a gasolina ou diesel a partir de 2030.

O Ministério Federal dos Transportes e Infraestrutura Digital da Alemanha também disponibilizou 300 milhões de euros para a construção de uma infraestrutura de carregamento no país no período de 2017 a 2020.

Essa linha de financiamento será usada em partes pelo projeto da Sortimo, que contabiliza investimento de 15 milhões de euros na primeira fase do projeto, de acordo com o jornal FAZ. O ministro dos Transportes, Alexander Dobrindt, também compareceu ao evento de apresentação do Innovationspark.

Embora a fatia de mercado dos elétricos e híbridos ainda represente apenas 0,73% da frota na Alemanha, com 72,7 mil unidades, bem atrás de países como Noruega e Suécia, o número tende a aumentar. Em 2016, houve aumento de 50% da frota sobre 2015, segundo dados da Agência Internacional de Energia.

No mercado global, o número também tem crescido de maneira promissora: superou 2 milhões de unidades em 2016, com crescimento de 60% sobre a frota de 2015. A agência prevê que o estoque mundial de automóveis elétricos poderá chegar a 70 milhões de unidades em 2025.

Sociedade

Autobahn

A "Autobahn" (= via para carros) tem, tradicionalmente, ao menos duas faixas de tráfego em cada sentido e é restrita a veículos a motor que andem a no mínimo 60 km/h. Não há cruzamentos de veículos na via, e as saídas sempre são para a direita (com uma exceção perto de Stuttgart). Em geral, a pavimentação tem o dobro da espessura de rodovias em outros países.

Sociedade

A mais velha

A primeira autobahn pública começou a ser construída em 1929. É a A555, que liga Colônia a Bonn, no oeste do país. Sua inauguração foi em 1932, um ano antes da nomeação de Adolf Hitler como chanceler da Alemanha.

Sociedade

Sem limites

A Alemanha é o único país da Europa sem limite de velocidade em suas autoestradas. Existe uma velocidade recomendada de 130 km/h, que atinge praticamente 50% das autobahnen (plural de autobahn). Por questões de riscos à segurança, um terço tem limitação de velocidade e, nas demais, a limitação entra em vigor conforme as condições do tempo e do trânsito.

Sociedade

Milhares de quilômetros

A rede de rodovias expressas da Alemanha tem uma extensão de 13 mil km (dado de 2015). Juntando-se todas, poderia-se ligar Hamburgo a Santiago do Chile. A autobahn mais longa é a A7, com 962 km.

Sociedade

Identificação por números

As autoestradas alemãs são identificadas pela letra A e por um número. As que vão de norte a sul geralmente têm números ímpares, e as de oeste para leste, pares.

Sociedade

Pouso e decolagem

Há trechos das autobahnen especialmente preparadas para serem usadas por aviões militares. Isso aconteceu já na 2ª Guerra Mundial, quando muitos aeroportos estavam destruídos. Na Guerra Fria, mais trechos foram preparados para eventuais operações da Otan.

Sociedade

Em fila

Segundo o automóvel clube Adac, o ano de 2015 foi recorde, com 568 mil engarrafamentos, somando 1,1 milhão de quilômetros de extensão. Daria para fazer 28 voltas em torno do planeta. Apesar das informações sobre problemas no trânsito passadas pelo rádio a cada meia hora, os motoristas ficaram um total de 341 mil horas presos em congestionamentos.

Sociedade

Engavetamentos

Em outubro de 1990 aconteceu um dos maiores acidentes em uma rodovia alemã. Um engavetamento devido a um nevoeiro na A9 em Münchberg envolveu 170 veículos, entre os quais seis ônibus e oito caminhões. Dez pessoas morreram e 123 ficaram feridas. O maior engavetamento da história foi em 2009, quando 259 automóveis se envolveram num acidente perto de Hanover. Ninguém morreu na ocasião.

Sociedade

Pedágios

Desde 2005, a Alemanha tem um sistema de pedágio obrigatório para caminhões pesados. A Toll Collect, um empreendimento conjunto liderado pela Deutsche Telekom, Daimler Financial Services e a francesa Cofiroute, é responsável pelo sistema de cobrança, que envolve o uso de transponders a bordo dos veículos e também sensores instalados nas autoestradas de todo o país.

Sociedade

Serviço e religião

Além das áreas de descanso e de serviço, com brinquedos, postos de gasolina e restaurantes, ao longo das rodovias alemãs há capelas e igrejas para descanso e reflexão dos viajantes.