Ciência e Saúde

Nobel de Medicina vai para pesquisadores do relógio biológico

Três cientistas americanos são destacados por decifrar como funciona nosso ritmo de sono-vigília. Ao longo da semana serão divulgados os Nobel de Física, Química, Literatura e Paz de 2017.

Trio conseguiu olhar dentro do nosso relógio biológico e elucidar seu funcionamento interno, afirma comitê do Nobel

Trio conseguiu "olhar dentro do nosso relógio biológico e elucidar seu funcionamento interno", afirma comitê do Nobel

Os pesquisadores americanos Jeffrey C. Hall, Michael Rosbash e Michael Young foram agraciados nesta segunda-feira (02/10) com o prêmio Nobel de Medicina de 2107, por seus estudos sobre mecanismos moleculares que controlam ritmos circadianos, o chamado relógio biológico.

"Suas descobertas explicam como as plantas, animais e humanos adaptam seus ritmos biológicos de forma a sincronizar com as revoluções da Terra", afirma a declaração do comitê do Instituto Karolinska na Suécia, responsável pela escolha dos laureados com o prêmio.

Segundo o comitê, eles conseguiram "olhar dentro do nosso relógio biológico e elucidar seu funcionamento interno".

O ritmo circadiano adapta a fisiologia de uma pessoa às diferentes fases do dia, influenciando o sono, comportamento, níveis hormonais, temperatura do corpo e metabolismo, por isso também é chamado de ciclo vigília-sono.

Rosbash é pesquisador da Faculdade de Medicina da Universidade Brandeis, em Massachusetts, enquanto Young trabalha na Universidade Rockefeller, na cidade de Nova York, e Hall, na Universidade do Maine. Os três dividirão o prêmio no valor de 1,1 milhão de dólares. 

Ao longo desta semana, serão divulgados ainda os agraciados nas áreas de Física, Química, Literatura e Paz. O Prêmio Nobel de Medicina é concedido desde 1901. O primeiro agraciado foi o alemão Adolf von Behring, por desenvolver a terapia de soro contra difteria.

RC/rtr/ap

Leia mais

Albanian Shqip

Amharic አማርኛ

Arabic العربية

Bengali বাংলা

Bosnian B/H/S

Bulgarian Български

Chinese (Simplified) 简

Chinese (Traditional) 繁

Croatian Hrvatski

Dari دری

English English

French Français

German Deutsch

Greek Ελληνικά

Hausa Hausa

Hindi हिन्दी

Indonesian Bahasa Indonesia

Kiswahili Kiswahili

Macedonian Македонски

Pashto پښتو

Persian فارسی

Polish Polski

Portuguese Português para África

Portuguese Português do Brasil

Romanian Română

Russian Русский

Serbian Српски/Srpski

Spanish Español

Turkish Türkçe

Ukrainian Українська

Urdu اردو