Hamburgo, Heidenheim e Paderborn entre os "grandes" da Taça

Hamburgo, Heidenheim e Paderborn entre os "grandes" da Taça

Hamburgo bate o pé ao Nuremberga

O primeiro classificado da 2. Bundesliga venceu o penúltimo do escalão principal, numa partida em que o Hamburgo reviveu momentos recentes, quando no convívio dos principais emblemas. Um golo solitário de Zauer, aos 54 minutos, resolveu a questão para a equipa nortenha, que assim se junta ao grupo de oito melhores formações da Taça da Alemanha desta temporada.

Hamburgo, Heidenheim e Paderborn entre os "grandes" da Taça

Heidenheim sensação elimina Leverkusen

É a grande surpresa dos oitavos de final da Taça: o Heidenheim, sexto classificado da 2. Bundesliga, recebeu e bateu o histórico Bayer Leverkusen por 2-1. Mesmo estando a perder ao intervalo, a equipa da casa não se intimidou perante um adversário de renome e começou a dar a volta ao resultado com o golo do austríaco Dovedan (na foto), no arranque do segundo tempo. Multhaup confirmaria a vitória.

Hamburgo, Heidenheim e Paderborn entre os "grandes" da Taça

Bayer sem norte na Taça

O desalento apoderou-se dos jogadores do Bayer Leverkusen após o final do jogo na Voith-Arena, em Heidenheim. Na imagem, Dragović, Brandt e Bellarabi (da esquerda para a direita) são a imagem destroçada de uma equipa que, na Bundesliga, vinha de uma vitória sobre o campeão Bayern Munique e, na Taça, sucumbe às mãos de uma formação de escalão inferior.

Hamburgo, Heidenheim e Paderborn entre os "grandes" da Taça

Baumgart, um técnico ambicioso

Steffan Baumgart tem razões para satisfação: o "seu" Paderborn venceu fora o Duisburgo, por 3-1, e segue em frente na Taça da Alemanha. Num confronto direto entre equipas da 2. Bundesliga, ganhou a mais consistente, apesar de ter estado em desvantagem no encontro. Baumgart, de 47 anos, está há quase dois anos à frente do Paderborn e não esconde a vontade de chegar ainda mais longe na competição.

Hamburgo, Heidenheim e Paderborn entre os "grandes" da Taça

Festa verde na onda amarela

Rivais históricos na Bundesliga, Borussia Dortmund e Werder Bremen reeditaram o duelo, desta vez para a Taça. Venceu o conjunto nortenho no Signal Iduna Park, através da marcação de pontapés da marca de grande penalidade. Com 1-1 nos noventa minutos e quatro golos (dois para cada lado) num prolongamento louco, a emoção foi até ao limite em Dortmund. Sinal verde para o Bremen seguir em prova.

Hamburgo, Heidenheim e Paderborn entre os "grandes" da Taça

O hexacampeão da Taça voltou!

Seis vezes vencedor da Taça da Alemanha (a última das quais em 2009) o Werder Bremen parece querer voltar aos dias de glória na segunda mais importante competição do futebol germânico. A vitória alcançada "a ferros" no terreno do Borussia Dortmund demonstra a capacidade de luta da equipa de Florian Kohfeldt, que pretende também, na Bundesliga, fazer um campeonato tranquilo.

Hamburgo, Heidenheim e Paderborn entre os "grandes" da Taça

Gregoritsch, o abono de família

Muitas dificuldades teve o primodivisionário Augsburgo para passar em Kiel. Um golo solitário de Michael Gregoritsch (na foto) foi suficiente para o conjunto orientado por Manuel Baum seguir em frente, pese a boa réplica de um Holstein Kiel que, na 2. Bundesliga, ainda tem esperanças de poder subir de divisão. No Holstein-Stadion, prevaleceu, porém, a lei do mais forte neste confronto de taça.

Hamburgo, Heidenheim e Paderborn entre os "grandes" da Taça

Sané, o goleador "central"

Veio do Senegal a chave para abrir o caminho das balizas ao Schalke. Jogando na Veltins Arena, a equipa de Gelsenkirchen teve no defesa central Salif Sané a grande figura da partida, com dois dos quatro golos com que derrotou (4-1) o Fortuna Düsseldorf, num dos jogos entre equipas do primerio escalão. A equipa de Domenico Tedesco respondeu bem à derrota frente ao Mönchengladbach, no fim de semana.

Hamburgo, Heidenheim e Paderborn entre os "grandes" da Taça

Golo, samba e vitória

Matheus Cunha foi o marcador de serviço para garantir a passagem do RB Leipzig aos quartos de final da Taça da Alemanha. Valeu o golo do avançado brasileiro, de apenas 19 anos de idade, logo aos nove minutos, para que a equipa da casa ultrapassasse o Wolfsburgo. Jogo equilibrado (como se previa entre duas equipas da Bundesliga), com o samba a fazer dançar os da casa e desesperar o Wolfsburgo.

Hamburgo, Heidenheim e Paderborn entre os "grandes" da Taça

Em Berlim, emoção até ao fim!

Num grande jogo de futebol, o Bayern Munique conseguiu impor-se ao Hertha apenas no prolongamento. Serge Gnabry foi o herói dos bávaros (aqui a marcar um dos seus dois golos), mas o tento da vitória (aos 98 minutos) pertenceu ao francês Kingsley Coman. Excelente réplica do "onze" de Berlim, mas, desta feita, a equipa de Niko Kovač fazendo valer todos os seus trunfos e seguindo em frente na prova.

Hamburgo, Heidenheim e Paderborn entre os "grandes" da Taça

Gnabry, um "abre-latas"

O jovem nascido há 23 anos em Estugarda está a revelar-se figura imprescindível ao Bayern de Niko Kovač. Depois de um ano no Werder Bremen e outro no Hoffenheim, o médio ofensivo assume papel preponderante e goleador nos campeões alemães. Quatro golos na Bundesliga e, agora, dois tentos na Taça, fazem do rapaz formado no Arsenal, em Londres, uma das figuras incontornáveis da temporada.

O Heidenheim bateu o Leverkusen e o Hamburgo afastou o Nuremberga: são os "tomba gigantes" de serviço nos oitavos de final da Taça da Alemanha. Werder Bremen e Bayern de Munique seguem em frente em duelos emotivos.

Descubra mais

Bundesliga - futebol alemão