Mohamed Salah eleito melhor jogador africano de 2018

Avançado egípcio Mohammed Salah foi eleito o melhor jogador africano de 2018 numa cerimónia realizada pela CAF, em Dacar.

O avançado egípcio Mohamed Salah (Liverpool) conquistou na terça-feira (08.01), pelo segundo ano consecutivo, o prémio de melhor jogador africano do ano, concedido pela Confederação Africana de Futebol (CAF).

Mohamed Salah, que era o favorito, venceu o seu colega senegalês Sadio Mané e outro artilheiro do campeonato inglês, o gabonês Pierre-Emerick Aubameyang (Arsenal) numa cerimónia realizada na capital senegalesa, Dacar.

Salah, tornou-se assim no quarto jogador africano a ganhar o troféu duas vezes seguidas, após o senegalês El Hadji Diouf (2001, 2002), Samuel Eto'o (2003, 2004) e o marfinense Yaya Toure (2011, 2012).

"Dedico este prémio ao meu país, o Egito", disse numa breve declaração o vencedor, antes dos discursos do presidente da CAF, Ahmad Ahmad, e do Presidente da Libéria, George Weah, ex-jogador de futebol e o único africano até agora a ser galardoado com a bola de ouro.

CAF Präsident Ahmad

Ahmad Ahmad

O prémio para a melhor jogadora do ano foi para a sul-africana Chrestinah Thembi Kgatlana, a artilheira do CAN 2018 Feminina, e também autora do melhor golo marcado em 2018 no continente.

O selecionador do Marrocos, Hervé Renard, foi considerado pela terceira vez o treinador do ano para uma equipa masculina, enquanto o título de melhor treinadora de uma equipe feminina foi atribuído a Desiree Ellis, da seleção da África do Sul, finalista do CAN-2018 e privada de título pela Nigéria no termo de grandes penalidades.

O prémio para a melhor equipa feminina também foi concedido à Nigéria, enquanto a Mauritânia foi distinguida como a melhor das equipas masculinas.

O prémio para o melhor presidente da Federação foi entregue pelo presidente da FIFA, Gianni Infantino, ao marroquino Fouzi Lekjaa.

"É sempre um prazer estar em África", disse o Presidente da FIFA, Infantino, atualmente a realizar um périplo pela África Ocidental, tendo na cerimónia em Dacar elogiado o que considerou ser "um continente que vive o futebol com entusiasmo, coração e emoção".

O marroquino Achraf Hakimi, do Borussia Dortmund (Alemanha), foi escolhido como o melhor jogador jovem do continente.

Assuntos relacionados

Desporto

Mohamed Salah

Foi o melhor jogador africano, em 2017. O "pequeno egípcio" de 25 anos chegou esta época ao Liverpool e os números são assustadores. 31 golos e 11 assistências, em 37 jogos. Salah vale 40% dos 103 golos marcados pelo Liverpool, até agora. O Mundial de 2018 está à porta e Salah irá representar o Egito em solo russo.

Desporto

Pierre-Emerick Aubameyang

Protagonizou uma das grandes transferências do "mercado de Inverno". Aubameyang jogou pelo Borussia de Dortmund durante 4 anos e meio. Marcou 141 golos em 213 jogos. O melhor jogador africano de 2015, representa agora o Arsenal, transferência que elevou Aubameyang ao topo dos jogadores africanos mais caros do futebol mundial. Custou aos ingleses 64 milhões de euros.

Desporto

Sadio Mané

Está a realizar uma das melhores épocas da carreira. Prova disso foi o 2º lugar na luta pelo prémio de Futebolista Africano do Ano (2017). O avançado senegalês de 25 anos é um titular indiscutível do Liverpool. Em 29 jogos, leva já 13 golos e 7 assistências. Está em crescendo a carreira de Sadio Mané, que vai estar pela primeira vez num Mundial de futebol, pelo Senegal.

Desporto

Naby Keita

É uma promessa já garantida. Que o diga o Liverpool, que vai desembolsar mais de 50 milhões de euros, para resgatar o médio da Guiné Conacri ao RB Leipzig. Para já, Keita vai espalhando magia pelos relvados da Bundesliga. O "motor" do Leipzig leva 7 golos e 2 assistências em 26 jogos esta época. Números fora do normal para jogadores que atuam como médios.

Desporto

Riyad Mahrez

Foi um dos grandes obreiros de uma das mais bonitas e surpreendentes histórias do futebol mundial. Riyad Mahrez, eleito em 2016 como o melhor jogador africano, é um nome que ficará para sempre nos livros do desporto-rei. O avançado argelino de 27 anos "explodiu" há dois anos, quando conquistou a "Premier League" pelo Leicester City. Apesar do atual menor fulgor, Mahrez continua um craque da bola.

Desporto

Bruma

Mais um grande talento que saiu de uma das melhores academias do futebol europeu, Sporting e que brilha no estrangeiro. É o caso do português de origem guineense, Bruma. O avançado de 23 anos, em época de estreia na Bundesliga, já é uma das referências do Leipzig, vice-campeão alemão. Bruma conta com 4 golos e 2 assistências e pisca o olho a um lugar na seleção portuguesa, rumo ao Mundial.

Desporto

Vincent Aboubakar

O avançado camaronês de 26 anos é um dos artilheiros do F.C. Porto. Esta época leva já 26 golos em 34 jogos. Mais uma grande temporada de Aboubakar, depois de na última época, ao serviço do Beşiktaş, ter faturado 19 golos em 28 jogos. Está em crescendo o avançado que garantiu a Taça das Nações Africanas, em 2017, à seleção dos Camaraões.

Desporto

Yaya Touré

Apesar dos seus 34 anos, Yaya Touré continua a ser uma das bandeiras do futebol africano, no velho continente. Com a chegada de Pep Guardiola, o "gigante" da Costa do Marfim deixou de ser uma aposta regular do Manchester City mas o clube não desdenha dele. O veterano é, a par de Samuel Eto´o, o atleta mais vezes eleito o futebolista africano do ano (4). Discutívelmente, um dos melhores de sempre.

 

Conteúdo relacionado