Os parques e jardins mais belos da Europa

Flores, chá e bolinhos à inglesa

A Inglaterra é uma nação fanática por jardins. Em Londres e outras cidades, também do País de Gales, a cada verão centenas de propriedades particulares abrem seus jardins à visitação, muitas vezes com acompanhamento de chá e bolinhos. A entrada de algumas libras esterlinas serve a uma boa causa, pois reverte para a manutenção dos espaços. Uma ideia que fez escola em outras partes da Europa.

Os parques e jardins mais belos da Europa

Cranbrook: Sissinghurst Castle

O Sissinghurst Castle, em Cranbrook, no condado de Kent, é um dos mais famosos jardins da Europa. A escritora Vita Sackville-West criou em 1930, junto com o marido, o espaço que até hoje dita estilo. Com elegância, seus dez diferentes ambientes combinam sensualidade e rigor formal. Entre os mais apreciados está o "Jardim Branco": Sackville queria poder vislumbrar suas flores também à noite.

Os parques e jardins mais belos da Europa

Versalhes, o jardim do palácio

O Palácio de Versalhes, na França, é um dos maiores do continente. Seu jardim barroco serviu como modelo para muitos outros monarcas europeus. André Le Nôtre, o jardineiro de Luís 14, conta entre os paisagistas mais importantes de todos os tempos, e Versalhes foi sua obra-prima. As formas rigorosas simbolizam o triunfo da razão humana sobre a natureza selvagem: um monumento verde de poder.

Os parques e jardins mais belos da Europa

Villandry, arte florida no Loire

Apelidada "Jardim da França", a área verde do palácio renascentista Villandry, no vale do Loire, é uma das mais visitadas do país. Foi criada em 1906, quando parques de aspecto natural ditavam moda. Mas o ídolo do proprietário era o mestre da linguagem das formas André le Nôtre: em três níveis distintos, canteiros de flores e de legumes compõem um mosaico geométrico em perfeita harmonia de cores.

Os parques e jardins mais belos da Europa

Hannover: Jardins de Herrenhausen

Núcleo histórico dos Jardins de Herrenhausen, na Baixa Saxônia, o Grosse Garten é a única área verde barroca da Alemanha preservada no estado original. E só porque os reis de Hannover não ligavam para seus jardins: de 1714 a 1832, enquanto reinavam na Inglaterra, eles economizavam em casa. Assim, em vez dos jardins-paisagens naturais da moda, em Hannover tudo permaneceu como antigamente.

Os parques e jardins mais belos da Europa

Roma: Villa d'Este

A Itália foi pioneira na instalação de jardins como cenário para mansões de luxo no campo. Os da Villa d'Este, em Roma, datam do século 16. Fontes ornamentais são elementos típicos dos jardins renascentistas, e neste caso a atração é a alameda das Cem Fontes. Desde 2001, esses jardins foram declarados pela Unesco Patrimônio Cultural da Humanidade.

Os parques e jardins mais belos da Europa

Potsdam: Sanssouci e outros

Um dos mais produtivos artistas da jardinagem no século 19 foi um paisagista que nunca teve seu jardim próprio: Peter Joseph Lenné, que de 1816 até sua morte, em 1866, serviu nos jardins da corte da Prússia. Seu estilo eram parques amplos, com bem engendrados eixos de visão. O parque do Palácio de Sanssouci, que ele ampliou e reprojetou, é hoje Patrimônio da Humanidade.

Os parques e jardins mais belos da Europa

Dessau-Wörlitz, o reino verde

O príncipe Leopoldo Francisco de Anhalt-Dessau criou no século 18 um parque paisagístico no estilo de jardim inglês na margem do rio Elba. E, num gesto revolucionário, o abriu a todos os súditos. Integrando cursos d'água naturais e artificiais, pontos de perspectiva, ilhas, pontos de visão, esculturas e arquitetura, o resultado é uma obra de arte total, cuja sutil elegância fascina até hoje.

Os parques e jardins mais belos da Europa

Giverny, jardim de Monet

Mais de meio milhão de turistas viajam anualmente até a Normandia, na França, para visitar este jardim. Responsável por tal popularidade foi o pintor impressionista Claude Monet, cuja casa de campo ficava em Giverny. A jardinagem era sua paixão, e ele comprava novas plantas sem parar, até transformar o local numa colorida selva. Um motivo pictórico célebre é o laguinho de nenúfares, ou ninfeias.

Os parques e jardins mais belos da Europa

Por toda parte: "urban gardening"

A jardinagem é hoje um hobby democrático, e por todo o planeta iniciativas paisagísticas adornam as metrópoles. Por exemplo: no aeroporto desativado de Tempelhof, em Berlim desenvolveu-se um projeto de "urban gardening", um jardim de canteiros elevados, criativamente montado com os materiais mais simples. Um oásis na cidade grande, sempre aberto aos visitantes.

Albanian Shqip

Amharic አማርኛ

Arabic العربية

Bengali বাংলা

Bosnian B/H/S

Bulgarian Български

Chinese (Simplified) 简

Chinese (Traditional) 繁

Croatian Hrvatski

Dari دری

English English

French Français

German Deutsch

Greek Ελληνικά

Hausa Hausa

Hindi हिन्दी

Indonesian Indonesia

Kiswahili Kiswahili

Macedonian Македонски

Pashto پښتو

Persian فارسی

Polish Polski

Portuguese Português para África

Portuguese Português do Brasil

Romanian Română

Russian Русский

Serbian Српски/Srpski

Spanish Español

Turkish Türkçe

Ukrainian Українська

Urdu اردو