TÜV, de símbolo de qualidade a alvo de críticas

TÜV, de símbolo de qualidade a alvo de críticas

Avalanche de lama

O rompimento da barragem em Brumadinho liberou milhões de toneladas de lama e resíduos, que mataram dezenas de pessoas, soterraram casas, carros e estradas e destruíram o meio ambiente. A TÜV Süd comunicou que realizou uma inspeção da barragem em nome da Vale em setembro de 2018.

TÜV, de símbolo de qualidade a alvo de críticas

Símbolo de qualidade e segurança

Fundada em 1866, a primeira TÜV verificava caldeiras a vapor. Até hoje, consta nos estatutos das certificadoras TÜV que elas são "independentes e neutras" e que desenvolvem "segurança e qualidade de acordo com critérios definidos". Por muito tempo, as TÜVs só tinham autorização para inspecionar carros na Alemanha. Foi assim que a marca ganhou sua reputação e respeito.

TÜV, de símbolo de qualidade a alvo de críticas

Empresas voltadas para o lucro

Não existe mais apenas uma TÜV, mas várias empresas com esse nome, que concorrem entre si. As principais são a TÜV Süd, a TÜV Nord e a TÜV Rheinland. Sob a marca consolidada pelas antigas associações surgiram grandes corporações, atuantes no exterior e voltadas ao lucro. Desde então, há cada vez mais acusações de que a segurança não é levada mais tão a sério.

TÜV, de símbolo de qualidade a alvo de críticas

Nas plantações de palma

O óleo de palma, ou azeite de dendê, tem uma grande demanda mundial, e sua produção é muito criticada devido ao impacto negativo no meio ambiente. Há vários anos é a TÜV Rheinland que inspeciona as plantações na Ásia para verificar se elas atendem os requisitos de sustentabilidade da Roundtable on Sustainable Palm Oil (RSPO). A empresa já foi acusada de maquiar relatórios para agradar a indústria.

TÜV, de símbolo de qualidade a alvo de críticas

Problema nos implantes de silicone

Entre 1997 e 2010, a TÜV Rheinland certificou a fabricação dos implantes mamários da empresa francesa PIP. Mas, durante anos, a PIP usou um gel de silicone proibido. Os implantes propensos a rasgarem foram usados por centenas de milhares de mulheres. Em 2018, um tribunal francês a condenou a uma indenização de 3 milhões de euros.

TÜV, de símbolo de qualidade a alvo de críticas

App seguro contra hackers?

Desde setembro de 2018, o app Vivy é usado por médicos alemães para armazenar e compartilhar diagnósticos, resultados laboratoriais e de raios-X de pacientes. O aplicativo é disponibilizado a clientes de 16 seguradoras. Ele foi testado e certificado pela TÜV Rheinland, mas logo depois que começou a ser usado, funcionários da empresa Modzero descobriram várias falhas de segurança.

TÜV, de símbolo de qualidade a alvo de críticas

Questão de confiança

A confiança dos clientes na qualidade das certificações é o maior capital das TÜVs. Na Alemanha, a expressão "certificado pela TÜV" virou sinônimo de qualidade. No Brasil, a TÜV Süd, que usa o slogan "Mais valor. Mais confiança.", é agora investigada para saber como foi possível que uma barragem certificada pela empresa rompesse.

Barragem de Brumadinho aprovada pela TÜV Süd não é a primeira polêmica envolvendo as certificadoras alemãs TÜV.

Siga-nos